terça-feira, 10 de julho de 2012

Rômulo Diniz 13555 para Vereador de Paraty - Casé 13 para Prefeito

Funções do Vereador: 1) Fiscalizar o Poder Executivo (Prefeitura); 2) Criar projetos de leis; 3) Fazer indicações de projetos para a Prefeitura.
Venho através de o blog apresentar a todos os paratienses a minha candidatura a vereador da cidade. Segue abaixo algumas das minhas propostas: Como candidato a vereador de Paraty, apresento aqui algumas das minhas propostas: 1- Defender a educação profissionalizante, com cursos técnicos e faculdade federal; 2- Lutar por uma saúde de qualidade em todo o município, tendo ambulâncias de plantão nos bairros; 3- Criar a Lei dos Bairros; 4- Lutar pelas escolinhas de esportes nos bairros; 5- Implementar o...orçamento participativo; 6- Defender os moto-taxis; 7- Alertar sobre a importância de estruturar a cidade para os grandes eventos. Valorizar a participação social dos jovens no planejamento municipal e na reconstrução das cidades no sentido da territorialidade, sustentabilidade e democracia urbana. Vamos abrir canais de diálogo e participação da juventude com o poder público para discutir políticas setoriais como educação, saúde, trabalho e renda, agricultura, direitos humanos, esporte, cultura, lazer e segurança pública e o orçamento municipal (PPA, LOA e LDO). Construir sempre as políticas públicas municipais referenciadas em questões essenciais para a mudança de vida da juventude, como os novos direitos do trabalho decente e a redução da jornada de trabalho, aprofundamento da democratização da educação, participação, livre experimentação, mobilidade urbana, vida segura, alicerçado a valores fundamentais como o combate ao racismo, o machismo e a homofobia. Aperfeiçoar na agenda municipal o eixo “Emancipação e Autonomia da Juventude”, da Secretaria Nacional da Juventude do Governo Federal, ressaltando a política nacional de juventude do Governo Dilma e a parceria com ela, realizando o maior número de convênios possíveis com a Presidência da República e os Ministérios que compõem essa Agenda Transversal; Criar e implantar no município um órgão especifico de gestão das Politicas Públicas de juventude, tais como assessorias, coordenadorias, diretorias ou secretarias, com estrutura física, orçamento próprio e garantia de inserção inter-setorial e transversal nas decisões politicas do governo Criar e implantar o Conselho Municipal de Juventude, com autonomia para formular, debater, propor, acompanhar e fiscalizar a implementação das politicas públicas de/para e com a juventude. Lembrando que as funções do vereador são fiscalizar o poder executivo, criar projetos de leis e fazer indicações para a prefeitura.

1 comentários:

Rodrigo Passos disse...

Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.

Che Guevara

Postar um comentário